Segurança compartilhada com quem você confia!

Você consegue imaginar um dia inteiro sem usar seu celular? Deve ser difícil né? Poucos de nós conseguem passar mais que algumas horas sem celular. Seja por motivos profissionais, sociais, ou entretenimento, smartphones fazem parte da nossa vida, e são objeto de desejo de muita gente.

Infelizmente, esse desejo acaba transformando esses dispositivos em alvo frequente de ladrões. Segundo a Anatel, mais de 9 milhões de celulares foram bloqueados em 2017 por conta de roubos e furtos. Algumas cidades do Brasil, chegam a registrar mais de 60 roubos por hora, segundo a secretaria de segurança pública.

Além de roubos e furtos, celulares estão expostos a todos os tipos de danos. Como estamos o tempo todo com eles nas mãos, não é incomum que sofram quedas, dano por líquidos e mais. Dados da SquareTrade mostram que mais de 5000 telas de celular são quebradas por hora!

Uma forma de ficar fora dessas tristes estatísticas, é ter um seguro para seu celular. Apesar dos aparelhos estarem custando cada vez mais, o seguro para celulares ainda é pouco utilizado no Brasil. Segundo informações da Federação de Seguros, menos de 0,5% dos celulares do Brasil estão segurados.

Nesse artigo, você vai entender melhor o funcionamento e a importância do seguro para seu celular.

Como funciona?

Um seguro para celular não é muito diferente dos outros tipos de seguro, como residencial ou veicular. O segurado paga um valor, para que a seguradora assuma a responsabilidade caso aconteça algum sinistro com o bem.

A principal diferença é na forma de precificação. Seguradoras analisam o perfil do segurado para determinar um valor, no caso de seguros tradicionais. Alguém que dirige diariamente para o trabalho, por exemplo, costuma pagar mais caro em um seguro veicular, que alguém que só dirige aos finais de semana.

No caso dos celulares, o preço é definido de acordo com o modelo do aparelho, coberturas e forma de pagamento. Aparelhos mais caros, e coberturas mais amplas também refletem um custo maior ao segurado.

Escolhendo a cobertura

O primeiro passo, é entender qual a cobertura ideal para você.

Do que você precisa proteger seu aparelho?

Talvez a primeira resposta que vem a mente, seja: "TUDO!". Embora esse seja o melhor dos cenários, proteger seu celular contra tudo pode significar um seguro bem caro. Por isso é importante definir quais são os riscos mais relevantes a serem cobertos pelo seu seguro.

Se você usa o celular na rua e/ou ônibus, principalmente em áreas de risco, é aconselhável uma cobertura contra roubos. Já uma proteção contra líquidos, pode garantir mais tranquilidade nos dias de praia ou piscina. O importante é escolher uma cobertura que evite que você pague por uma proteção que não vá usar, ou que sofra um dano que sua proteção não vá cobrir.

Fique atento para os casos que não são cobertos pelo seguro, como descuido e/ou mau uso do aparelho, bem como furto simples, (quando não há arrombamento).

Em especial nos casos de roubo e furto qualificado é necessário apresentar para a seguradora o boletim de ocorrência. Isso serve como prova do sinistro, evitando assim fraudes contra o seguro.

Depois de definir qual a cobertura é ideal para você, o próximo passo é fazer a contratação.

Contratando um seguro

É muito comum, operadoras e lojas, oferecerem seguros para aparelhos no momento da compra. O valor do seguro, nesses casos pode ser adicionado nas parcelas mensais do aparelho. Infelizmente esses seguros costumam oferecer uma cobertura bem restrita. Além disso, em muitos casos, a proteção oferecida é limitada aos primeiros meses após a compra.

Na maioria das seguradoras, seu celular precisa ter menos de 1 ano de uso e ter sido comprado no Brasil. Algumas seguradoras, chegam a exigir que o celular tenha no máximo 15 dias de uso, para efetuar coberturas contra quedas e líquidos.

O preço do seguro vai depender principalmente do valor de mercado do seu celular. Para se ter uma ideia, seguradoras chegam a cobrar R$ 200 mensais para segurar aparelhos topo de linha.

Ocorreu um sinistro, e agora?

Na maioria dos casos, ao acionar o seguro, é necessário pagar um valor, conhecido como franquia. O valor pode ser fixo ou percentual ao valor do aparelho, de acordo com o que está definido no contrato. Esse pagamento, pode ser cobrado na hora do acionamento, ou descontado da indenização recebida.

Algumas seguradoras, chegam a cobrar até 25% do valor médio de mercado do seu aparelho. Ou seja, se o seu aparelho valer R$ 1.500 no momento do acionamento, você precisará desembolsar R$ 375 para receber a indenização.

Essas informações estão detalhadas no contrato. De qualquer maneira é bom estar atento e planejar o orçamento com este valor em mente.

Análise de sinistro

Por mais urgente que seja a situação, o pagamento da indenização não é instantâneo. Ao acionar o seguro, é necessário apresentar provas e documentos que justifiquem o pagamento da indenização.  Imagens, relatos, boletins de ocorrência, são provas fundamentais para uma boa análise.

Esta etapa pode durar de 2 a 30 dias úteis de acordo com a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados).

De maneira geral, busque não omitir ou forjar nenhuma informação, para que o processo aconteça da maneira mais clara e rápida o possível.

Indenização

O passo final do seguro para celular é receber a indenização. Dependendo do que foi contratado, você pode ser indenizado em dinheiro ou com um aparelho novo.

Nos casos de indenização em forma de aparelho, você pode receber um aparelho recondicionado, ou até mesmo um aparelho de menor valor. Para evitar surpresas desagradáveis, como receber um celular muito inferior ao seu, tenha muita atenção ao assinar o contrato.

Nos pagamentos em dinheiro, costuma-se indenizar a valor da nota fiscal, menos o valor da franquia e a desvalorização do aparelho no período. É comum descontarem de 15% a 30% da indenização a depender da idade do aparelho.

É muito importante considerar todas essas variáveis quando for fazer seu seguro. Contar com uma indenização sem considerar seus descontos e taxas, pode acabar transformando uma solução em dor de cabeça.

Seguros compartilhados

Diversos mercados no mundo estão passando por modernizações, como já vimos com Uber, Netflix, Spotify e AirBnb. O mercado de seguros não é diferente, uma alternativa moderna é o seguro compartilhado. O seguro compartilhado é um serviço, que busca oferecer a segurança de um seguro tradicional, sem abrir mão da modernidade dos dias de hoje. Mas como ele funciona?

A idéia é bem simples: Você participa de um grupo com  pessoas de confiança, e perfil similar ao seu. Em caso de qualquer incidente com seu bem, o prejuízo pode ser diluído com os outros membros do grupo. Tudo isso online, sem papeladas, longos dias de burocracia e afins.

Veja as principais vantagens do seguro compartilhado Coover sobre o seguro convencional:

Sem contratos complicados

Toda a definição de cobertura, valor, critérios e prazos, é definida entre você e os outros membro do grupo. Isso traz simplicidade e clareza para todos os membros e evita as surpresas desagradáveis que um contrato complicado te expõe.

Sem limitação

Seu grupo é livre para proteger qualquer coisa. Vocês podem criar seguros para objetos ou bens que no mercado convencional de seguros não teria cobertura de nenhuma seguradora. Celulares comprados no exterior ou até mesmo dispositivos com mais de 1 ano de uso, podem ser cobertos!

Sem burocracia

Quando um dos membros faz um pedido de reembolso, são pessoas de confiança que avaliam a solicitação. Isso faz com que a avaliação seja justa, uma vez que quem avalia, também pode vir a precisar de um reembolso no futuro.

Sem custos surpresa

Não é necessário pagar prêmios ou mensalidades, você só paga quando há reivindicações, ou seja, se não há reivindicações em seu grupo, então você não paga nada.

Sem interesses divergentes

Quando você envia uma reivindicação ao seu grupo e fornece provas, os membros votam sobre se você deve ser reembolsado e quanto, e então o grupo faz o pagamento. Simples e rápido.

Nós da Coover acreditamos em um seguro simples, justo e tão dinâmico quanto você. Tenha toda a segurança que você precisa ao alcance da sua mão. Faça um cadastro hoje mesmo e venha fazer parte dessa evolução!