Segurança compartilhada com quem você confia!

Se você nasceu antes dos anos 2000, provavelmente se lembra de como era uma locadora de vídeo cassete. As locadoras eram a forma mais prática e barata de se apreciar a “sétima arte” no sofá de casa. Porém, de um tempo para cá, elas simplesmente sumiram do mapa. Muito devido ao surgimento e crescimento da plataforma de streaming Netflix.

Fundada em 1997, a Netflix mudou a forma de consumo de filmes e séries pelo mundo. Isso porque ela transformou os ambientes físicos das locadoras em uma plataforma virtual. Além disso, com uma mensalidade única você tem acessos a uma enorme gama de filmes disponíveis, 24 horas por dia, todos os dias da semana. E sem precisar se preocupar em pagar multas em caso de atrasos na devolução. Brincadeira à parte, a Netflix facilitou bastante o acesso aos filmes. E tornou mais barato e democrático também.

Apesar de ter sido criada ainda nos anos 90, apenas em 2007 ela começou a funcionar na forma de streaming (distribuição digital) nos Estados Unidos. No Brasil e na América Latina a plataforma ficou disponível só em 2011. Atualmente, todos os países do mundo têm acesso a plataforma, exceto a Coreia do Norte, na Síria e na região da Crimeia. Na China, em 2017, a Netflix teve que fazer uma parceria com uma empresa local para permitir que os chineses tivessem acesso ao seu conteúdo.

Ao mesmo tempo que ela começou a sua expansão para todos os países do mundo, a Netflix também passou a produzir conteúdos originais. A grande maiorias das produções são séries, porém também estão investindo pesado em filmes. Inclusive, já teve filmes produzidos pela Netflix concorrendo ao Oscar de Melhor Filme, como Roma, História de um Casamento e O Irlandês. Filmes esses que contaram com um investimento digno de produções hollywoodianas e com diretores renomados como o Martin Scorsese.

Agora, você deve estar se perguntando onde o seu celular vai entrar nesse assunto. Pois bem, existe aplicativo para conseguir acessar a plataforma direto do seu smartphone. E melhor ainda, é possível fazer downloads dos filmes e séries e assistir offline depois. Assim não tem consumo de dados de roaming. Então, em viagens, no ônibus indo para o trabalho ou até mesmo, no horário de almoço na empresa é possível aproveitar e ver um pouquinho de um filme ou até um episódio de uma série.

3 temáticas de filmes para você assistir e refletir

Com certeza, os filmes são uma ótima forma de abordar temas importantes de serem tratados pela sociedade. Além de fazer  telespectador refletir sobre o assunto, os filmes aumentam a representatividade de quem luta por mais espaço e liberdade na sociedade. Quando se assiste um filme, você está entrando naquele universo e sentindo na pele o que os personagens estão passando. Essa é uma excelente forma de criar empatia e desenvolver sentimentos e vivências unicamente humanas. Por isso, separamos 3 temáticas bem atuais com 2 filmes em cada para você assistir e refletir sobre os temas. Confira:

Filmes com temática LGBT

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

O longa-metragem nacional, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, foi dirigido, produzido e roteirizado por Daniel Ribeiro. Lançado em 2014, o filme foi baseado em um curta, com os mesmos atores e título.

A história envolve jovens no decorrer do ensino médio. Grande parte dos momentos são durante o trajeto entre a casa de Leonardo (Ghilherme Lobo) e a escola. Leonardo é um jovem cego que tenta provar que pode ser independente para sua mãe super protetora. Durante as férias, ele e sua melhor amiga, Giovanna, conversam sobre nunca terem beijado ninguém, idealizando que o primeiro beijo deve ser com alguém especial. Após o retorno às aulas, os dois amigos fazem amizade com o novo aluno que entrou na escola, Gabriel. Com a chegada de Gabriel a história vai se desenvolvendo de forma inédita e surpreendente para esses amigos. Esse é um considerado um dos melhores filmes nacionais atuais.

Carol

Lançado em 2015, o drama romance Carol é baseado no livro “The Price of Salt” de Patricia Highsmith de 1952. Dirigido por Todd Haynes, o filme concorreu a vários prêmios e recebeu seis indicações ao Oscar, inclusive de Melhor Atriz.

O filme roda em Nova Iorque, durante os anos 50. A elegante Carol Aird (Cate Blanchett) está passando por um divórcio complicado, onde tinha um casamento baseado em aparências para manter o status na sociedade. Próximo ao Natal, Carol conhece a vendedora, Therese Belivet (Rooney Mara), em um loja de brinquedos enquanto comprava um presente para sua filha. Therese é solitária, tem um namorado e uma vida incompleta. Carol e Therese se apaixonam rapidamente e se tornam cada vez mais próximas. Devido aos problemas gerado no divórcio, que ainda está em andamento, Carol decide convidar Therese para viajar de carro pelo Estados Unidos. Então, elas decidem viver o amor que estão sentido uma pela outra durante essa viagem. E fica a questão: como seguirão quando voltarem à vida normal após esta aventura? Apesar de se passar nos anos 50, o tema é bastante atual e convida o telespectador a repensar sobre as formas de amor.

Filmes temática Negra

Selma — Uma Luta Pela Igualdade

O americano drama biográfico e histórico Selma, foi lançado em 2014. Realizado por Ava DuVernay e escrito por Paul Webb, o filme é baseado nas históricas marchas de Selma a Montgomery que buscavam a fim da discriminação durante os processos eleitorais. O filme mostra a dura realidade dos negros e a importância de Martin Luther King Jr. para o movimento. O filme teve indicações ao Globo de Ouro e ao Oscar em 2015.

O filme retrata um momento ocorrido em 1964, ano que Martin Luther King Jr. recebeu o Nobel da Paz. Os afro-americanos lutavam pelo direito a voto e por uma lei que proteje-se os negros que desejam votar. O longa retrata toda luta que os negros sofreram para conquistar o direito ao voto. Com as tensões aumentando, King e seus companheiros realizam a histórica Marcha de Selma a Montgomery. O militantes precisam enfrentar a violência da polícia, imposta pelo xerife Jim Clark e o Governador George Wallace. Infelizmente, esse Selma ainda é muito atual. E em 2020, ano histórico para a luta do movimento negro no mundo, esse filme é fundamental para se entender o contexto do que está acontecendo.

12 Anos de Escravidão

Um emocionante drama bibliográfico, 12 Anos de Escravidão foi lançado em 2013 e é baseado na autobiografia de Solomon Northup, lançada em 1853. O filme foi dirigido por Steve McQueen e conta com a elogiada atuação de Chiwetel Ejiofor no papel principal.

O filme mostra o drama vivido por Solomon Northup. Solomon foi um negro livre, nascido em Nova Iorque, em 1808. Aos 33 anos, em Washington, D.C., ele foi sequestrado e vendido como escravo. Durante os anos de 1841 até 1853 ele foi obrigado a trabalhar em diversas plantações no estado da Louisiana. Solomon passa 12 anos sendo torturado e escravizado, até a sua libertação. Esse é outro filme obrigatório para entender e refletir sobre o que as manifestações e protestos contra a morte do George Floyd representam.

Filmes com temática feminista

Grandes Olhos

A cinebiografia Grandes Olhos é um drama baseado na real história da pintora americana Margaret Keane, interpretada por Amy Adams. O filme de 2014 foi dirigido por Tim Burton

A história gira em torno do drama vivido pela pintora Margaret Keane, entre os anos 1950 e 1960. Após se casar com Walter Keane (Christoph Waltz), Margaret não assina mais suas obras. Walter passa a assiná-las, vendê-las e receber todos os elogios e reconhecimento por obras que não são de sua autoria. Apesar disso, a vida do casal ia bem. Porém, a fama e autoridade de Walter faz a história mudar e Margaret resolve lutar pelo reconhecimento de suas obras. Esse filme mostra que a luta das mulheres por seus direitos é diário.  

Eu Não Sou um Homem Fácil

O filme francês e original da Netflix trata de forma leve e didática as influências do machismo na sociedade. A comédia romântica foi lançada em 2018 e dirigida po Éléonore Pourriat.

O filme conta a história de Damien (Vincent Elbaz) que vive aproveitando os benefícios de ser homem em uma sociedade patriarcal. Até que após uma pancada na cabeça, ele acorda em um universo paralelo onde os papéis dos gêneros estão invertidos. Ou seja, as mulheres estão no poder. Confuso com a experiência, Damien sente na pele o sexismo e tem que lutar para encontrar seu lugar nesse novo estranho mundo. Filme interessante para os homens entenderem um pouco do que as mulheres enfrentam no dia a dia.

Curtiu as dicas de filmes? Assine nossa newsletter e fique por dentro das próximas.